Objetivos e Âmbito

Objetivos e Âmbito

A Revista Portuguesa de Ciência Política, ou RPCP, é uma revista científica que providencia um meio para a exploração interdisciplinar e internacional do significado, função e impacto dos modelos políticos. O foco da RPCP está em observar a forma como os fatores políticos (formas de Estado, guerras, fronteiras, etc.) e os fatores culturais (língua, música, género, religião, media, etc.) contribuem para a formação e expressão da perceção do político, assim como a forma como estes fatores têm sido moldados e alterados ao longo do tempo. A significância histórica da relação entre os termos políticos e culturais é tida em conta relativamente a outras importantes, e em alguns casos compensadoras formas de identidade, tais como a religião, região, nação ou classe.
A variedade de perspetivas publicadas na revista engendra uma compreensão multifacetada da identidade política, pelo que a RPCP acolhe trabalhos provindos de uma grande variedade de áreas disciplinares, incluindo literatura, história, geografia, teologia, sociologia, entre outras ciências sociais. São encorajadas perspetivas comparadas, e a revista apresenta, com regularidade, ensaios e recensões de livros.

A RPCP publica trabalhos de reflexão sobre as ciências sociais e que provenham de qualquer disciplina relevante, na condição de que esses trabalhos proporcionem uma contribuição académica original ao estudo da ciência política. Trabalhos baseados numa pesquisa primariamente “instrumental” (como por exemplo, estudos de mercado ou estudos desenhados para suportar uma posição institucional pré-concebida) não serão aceites. Isto não exclui, no entanto, pesquisa aplicada de alta qualidade académica, em particular pesquisa que avance metodologia.

A revista dirige-se a todos aqueles com um sério interesse intelectual em perceber o “como” e o “porquê” de diferentes agências e agentes tentarem trabalhar na ciência política e nos valores dos indivíduos e da sociedade. Enquanto revista interdisciplinar e internacional, a RPCP requer aos seus autores um estilo de escrita clara e acessível. Algumas edições da revista poderão ser dedicadas a temas particulares, que poderão relacionar-se com um conjunto específico de assuntos, uma região geográfica ou uma prática política específica. Se pretender propor um número especial da revista, com um tema em específico, por favor, contacte o(a) Editor(a).

Política de Revisão de Pares:

Todos os artigos desta revista são submetidos, num primeiro momento, à análise do Conselho Editorial e, quando selecionados, sujeitos a um processo de arbitragem científica, através de um sistema de revisão cega de pares, por, pelo menos, dois árbitros especialistas, independentes e anónimos. A RPCP compromete-se, assim, a assegurar a integridade da revisão dos pares e em suportar os mais altos padrões de revisão.