Redes

A investigação no Observatório Político organiza-se em torno de Redes Internacionais das quais a RELESI (Rede em Língua Portuguesa de Ensino Superior e Investigação) e a REIA (Rede de Estudos Ibero-americana) já estão consolidadas.

Nelas agrupam-se investigadores em Angola, Brasil, Espanha, Cabo Verde e Portugal, incluindo investigadores de outros países europeus, americanos e africanos, que desejam partilhar ações, projetos e pesquisas, participação conjunta em congressos internacionais, painéis diversos, cujas temáticas versam e acentuam o peso das relações culturais históricas nas redes de poder políticas que envolvem estas comunidades.

Em alguns casos representam Portugal e estes temas, nas redes internacionais como no caso da AHILA, noutros incentivam-se as participações conjuntas para fomentar a cooperação internacional, subsumindo-se esta cooperação em publicações conjuntas e na colaboração com investigadores angolanos, Universidades Brasileiras, Instituições de Cabo Verde e associações de cooperação e de desenvolvimento.

No âmbito destas redes, os projetos Culturas Cruzadas em Português: Portugal Brasil (Crossed Cultures in Portuguese: Portugal-Brasil); Entre a Europa e a África Ocidental: O Processo de Democratização em Cabo Verde (Between Europe and Occidental Africa: Cape Verde and the Democratization Process) e Cultura Democrática e Redes Sociais em Angola (Democratic Culture and Social Networks in Angola) têm em curso obras coletivas.