Projeto Geral

REDES POLÍTICAS NO PORTUGAL CONTEMPORÂNEO
Political Networks in Contemporary Portugal

O projeto geral de investigação do Observatório Político desenvolve-se em torno do conceito de redes políticas. O conceito de rede, em particular o de redes de poder, serve o estudo da sociedade em geral e da política em particular, espelhando analiticamente a realidade complexa dos nossos dias. A constatação de uma constituição material comunitária de carácter reticular e informal como paradigma converge nas expressões: sociedade de informação, sociedade de vigilância, sociedade da comunicação ou sociedade globalizada que surgem como tentativas de caracterizar a sociedade política contemporânea.

A leitura do carácter reticular da sociedade afasta teoricamente, os modelos de análise política da tábua rasa ou do contrato social, tradicionalmente explicativos da relação entre o social e o político, em que se fundaram muitas das análises da política tradicional. Hoje as comunidades políticas passam a ser vistas como constituídas pela sobreposição do poder político às redes muito variadas de entidades, que formam o tecido social, constituído pelos indivíduos e as instituições de coesão e uniformização dos comportamentos individuais. O poder como capacidade de impor reside nas redes de troca de informação e o poder torna-se função de uma batalha pelos códigos culturais da sociedade, gerando novas perspetivas para o estudo da política, por meio de abordagens interdisciplinares.

O projeto de investigação do Observatório Político assume estes progressos teóricos e desenvolve-se em torno de três eixos centrais: a teoria política nas suas incursões especulativas ligadas à forma como se desenvolvem os processos políticos neste ambiente e finalmente como as áreas de segurança e estratégia podem ser perspetivadas deste emergente ponto de vista. Dada a importância da língua como elemento de compreensão da ancoragem cultural, o Observatório Político investiu na criação de duas redes de investigação: a REIA (Rede de Estudos Ibero-americana) e a RELESI (Rede em Língua Portuguesa de Ensino Superior e Investigação) já consolidadas. Duas outras estão ainda em processo de consolidação: a HERA (Humanidades na Área de Investigação Europeia) e a RESCUE (Rede de Estudos em Segurança e Estratégia). Sem prejuízo dos contextos internacionais e do acompanhamento dos mais recentes desenvolvimentos teóricos nos vários campos da Ciência Política, da teoria política às instituições e práticas políticas, a política portuguesa e o seu enquadramento, dinâmicas e desenvolvimento são o objeto de análise preferencial.

Organigrama da Investigação

Acompanhe a Investigação @ OP.