Colóquio Eduardo Prado Coelho

COLÓQUIO EDUARDO PRADO COELHO
O edíficio da alegria
O pensamento de Eduardo Prado Coelho

Fundação Calouste Gulbenkian, 15 e 16 de Novembro de 2012 

Ler e continuar a ler Eduardo Prado Coelho, reflectir sobre as suas propostas e críticas, faz todo o sentido, já que a sua obra e as crónicas na imprensa, revelaram, anunciaram e criticaram textos e autores que hoje são referências no pensamento e nos meios académicos portugueses.

A intervenção pública de Eduardo Prado Coelho representou uma deliberada afirmação política, em que o caminho era claramente apontado, ou seja, a palavra de Eduardo Prado Coelho, fruto do exercício de um poder de cidadania, analisava e transformava o seu próprio texto, amplificando-o, dirigindo-o ao seu público leitor.

Este colóquio pretende ser um momento de encontro e reflexão sobre os temas que Eduardo Prado Coelho problematizou, reflectidos em cada um dos painéis, que tomam de empréstimo o título de algumas das suas crónicas: a crítica e a sua possibilidade, a contaminação do real pela filosofia, as artes e a contemporaneidade.

A entrada é livre.

Consulte o programa aqui.